quinta-feira, 24 de março de 2011

Dress-code das babás.

Há tempos venho acompanhando um movimento a respeito do uso ou não de uniforme pelas babás aqui em São Paulo, e, como em qualquer discussão as opiniões são apaixonadas e muito divididas. Confesso que me surpreendeu isso ser considerado um problema porque, afinal, cada família toma sua decisão e adota a postura que lhe parecer mais correta, ou não? Isso estava me parecendo mais um daqueles casos de gente tomando conta demais da vida alheia..
Outro dia recebi um link para uma reportagem  da Folha sobre o uso de uniformes obrigatório pelas babás que frequentam alguns clubes de São Paulo, que me fez pensar sobre o assunto. Hoje eu senti na pele este problema e resolvi que não poderia deixar de colocar aqui minha opinião.
Primeiramente vou colocar aqui minha postura quanto ao uso de uniformes para as babás: a minha usa, mas sou bem flexível. Ela está sempre de camiseta branca e geralmente de calça jeans. Quando começamos nosso trabalho juntas conversamos a respeito e decidimos que seria melhor assim para mante-la sempre confortável, arrumada e ainda não exigir o uso de suas roupas do dia a dia.
Hj minha sogra levou as crianças no clube com a Fernanda (babá). Chegando lá a Fernanda foi impedida pelo segurança de entrar porque não estava vestindo branco da cabeça aos pés (estava de calça jeans). Segundo ele informou, de maneira nada delicada, as regras do clube dizem que as babás devem estar devidamente credenciadas e vestidas de branco sempre. O estranho é que meus filhos frequentam o clube com a Fernanda e minha sogra há tempos e isso nunca havia sido mencionado, sendo que não é a primeira vez que ela se veste assim.
Eu fiquei MUITO brava e explico aqui o porque.
Acredito que o clube não pode interferir desta maneira nas minhas escolhas. O uso ou não de uniforme pela pessoa que cuida dos meus filhos é uma decisão minha. O uso de identificação por parte das babás é uma coisa totalmente aceitável e até necessária, mas essa identificação se faz pelo uso do crachá que deve ficar pendurado no pescoço, não é o suficiente??
Essa regra é uma coisa antiga e o clube, ao meu entender, fazia vista grossa. O que mudou? Pra mim parece obvio (como é dito na reportagem que coloquei no link acima) que algumas reclamações de sócios que se incomodam com a presença das babás no clube fizeram esta situação chegar onde chegou.
Resumindo pra acabar o post que já está ficando gigantesco, repito o que disse no Facebook hj: não posso e não vou compactuar com essa decisão do clube em adotar tal postura, discriminatória ao meu ver. Não sei o que vou fazer com relação a esta situação, mas não vou simplesmente abaixar a cabeça e aceitar os absurdos que me são impostos por que alguém disse que é assim em todos os lugares.

Leia mais sobre este assunto aqui no Mother Love Database e em outros blogs de mães pela web..

E bola pra frente porque este assunto já me estressou demais por hoje. Daqui a pouco tem post do carnaval pra relaxar.

5 comentários:

Liten disse...

Ola

Adorei seu post e seu blog!

Acho que cada família que deve decidir como a baba deve se vestir!

Quando puder me visite,ja estou seguindo!
Beijos

Carol P disse...

Monica,
Vc tem toda razao de estar brava, isso eh um absurdo. Identificacao deve ser obrigatoria ateh para socios, mas dress code, eh too much.
Bj Carol
http://www.motherlovedatabase.com

Anônimo disse...

Mo, escrevi um comentário super longo mas na hora de postar deu erro. Mas na essencia diz o seguinte, Não esquenta é só uma norma , que temos q seguir.
Sempre reclamamos que as pesssoas tentam burlar as leis e normas, então há uma norma que não ofende nem agride a honra de ninguepm só pode um dress code, como não comer sem camisa em um restaurante,e temos q seguir.Se exigimos dos outros em diveros escalões devemos faze-lo no nosso dia a dia.
Pense bem e não se aflija por algo q não é ´serio o sificiente para isso.
Bjks Tia Cris

Anônimo disse...

Mô,
lembrei de uma coisa, as babás normalmente adoram andar de branco pois as distinguem dos outros "auxiliares do lar" como mais importantes, pois as babás sempre foram consideradas privilegiadas da categoria pois afinal saem com as crianaças frequentam lugares legais ,viajam etc.Usar branco não as diminui pelo contrário.
Não se deixe levar por um pequeno problema q teve solução ontem mesmo.
Eu já comprei orgulhosa minha roupa branca na semana passada.
bjks
Tia Cris

Mônica disse...

Cris,
Não me entenda mal. Minha braveza nada tem haver com as babás usarem branco, não acho que isso seja problema.
O que me incomodou foi a forma como as coisas aconteceram e os motivos idiotas de tal imposição.
Concordo quando vc diz que é apenas mais uma regra e de maneira nenhuma tenho a intenção de burlar nada, vc sabe que não sou assim. Só me vejo no direito de questionar e decidir se esta é ou não uma briga que vale a pena ser comprada.